Primeiro OH-58F Kiowa Warrior foi entregue ao Exército dos EUA

Exército dos EUA recebeu o primeiro de dois OH-58F Kiowa Warrior.

O primeiro OH-58F foi entregue dia 24 de outubro, em Meridianville, Alabama, concluindo a fase de fabricação do helicóptero. A próxima fase será equipar o helicóptero fabricado em 1968 com instrumentação de voo de teste em preparação para o primeiro voo, previsto para Abril de 2013.

O Tenente-Coronel Matt Hannah, gerente do projeto OH-58F, disse que o programa lida com questões de obsolescência de aquisições de sucessivos programas para substituir a aeronave, como o Comanche e posteriormente o Helicóptero de Reconhecimento Armado (ARH) fazendo com que o Kiowa Warrior não tenha desfrutado de investimento como o AH-64 Apache.

A atualização apresenta novos aviônicos desenvolvidos pela Honeywell e um novo sensor de EO/IR (Eletro-óptico / infravermelho) AN/AAS-53 Payload Common Sensor fabricado pela Raytheon, que é encaixado sobre o nariz e elimina o DRS Mast Mounted Sight (MMS). Outras mudanças incluem skis levantadas para aumentar a altura do chão devido ao sensor e um FADEC dual-channel para o controle melhorado do motor.

Dois protótipos estão sendo construídos em Meridianville para testes de voo. A produção será transferida para o Corpus Christi Army Depot (CCAD) no Texas, onde três helicópteros padrão de pré-produção serão montados. O primeiro esquadrão de OH-58Fs deve entrar no serviço militar em 2016.

Todas as 368 aeronaves no programa deverão ser colocadas juntos no CCAD, e os oficiais do exército reivindicam que o movimento vai economizar 511 milhões dólares ao longo do programa por causa de taxas de trabalho no CCAD e na Bell Helicopter. Outros 37 milhões dólares foram economizados em custos de desenvolvimento.

O OH-58F pesa cerca de 200 libras a menos que o OH-58D. Quando o primeiro protótipo foi colocado na balança, a aeronave pesava 3.592 libras, cerca de 43 kg a menos do que o previsto. A maioria das economias de peso foram feitas por meio da eliminação do MMS e menos fiação.

“Toda a comunidade está entusiasmada com as capacidades que este helicópteros vai oferecer”, disse o coronel Robert Grigsby, gerente de projeto do escritório do programa de Helicópteros de Escolta Armada. “O sensor nos oferece uma melhor capacidade em matéria de alcance e a capacidade extra para misturar o IR e a imagem de TV vai nos permitir ver os diferentes aspectos do cenário.

No decorrer do programa OH-58F, a Bell também está entregando o primeiro lote de 49 aviões de atritos de guerra. A primeira aeronave foi entregue de volta para o Exército em junho. As 23 primeiras aeronaves utilizarão fuselagens remodelados de aposentados modelos OH-58A/C, enquanto que os 26 últimos serão construídos a partir da construção de novas fuselagens. Mais aeronaves ainda podem ser necessárias, dada a taxa de perda anual atual de 5,2 Kiowa Warrior por ano.

Uma vez que o programa de substituição de atrito estiver completo, o Exército espera que finalmente possa trazer a frota novamente para 368 aeronaves.

Fonte: Sheppard

Pin It

Deixe uma resposta