Chile pretende comprar 9 helicópteros de ataque Boeing AH-6i

De acordo com Brad Rounding, gerente de desenvolvimento de negócios do Boeing AH-6i, o Ministério da Defesa do Chile recebeu detalhes sobre preços e apoio para a compra de até nove dos helicópteros de ataque leve norte americanos. Ele também disse que outras nações da região também estão interessadas na aeronave, incluindo Colômbia, Brasil e inclusive a Argentina, embora as negociações estavam menos avançados com esses países.

Boeing AH-6i

A companhia está confiante sobre prosseguir com a produção da aeronave após a assinatura da carta de aceitação por parte do governo da Arábia Saudita para 24 aeronaves como parte de uma ampla modernização de seus helicópteros no país, anunciados durante 2011. A Boeing espera que o contrato seja assinado ainda este ano, com a primeira aeronave entregue ao país em 2014.

“A aeronave tem demonstrado um alto nível de desempenho e confiabilidade. Realizamos alguns testes na Arábia Saudita, em dezembro, e a aeronave realizou 57 voos em cinco dias sem nenhum problema. Na verdade, o único problema foi do descanso da tripulação.” Disse Rounding.

Mesmo sendo um helicóptero "peso leve", o seu armamento é "peso pesado"

A empresa tinha a esperança de trazer a aeronave para o show aéreo da FIDAE, mas foi necessário para os ensaios em voo.

Rounding disse que as aeronaves de produção mudarão um pouco a partir do protótipo da aeronave que voou pela primeira vez em setembro de 2009, mas contará com algumas novas melhorias, incluindo assentos resistentes ao choque para melhorar ainda mais a capacidade de sobrevivência. A empresa também está visando a utilização de lâminas de material composto que têm uma vida mais longa na estrutura, em comparação com as lâminas de metal em uso atualmente.

Rounding também apontou que a aeronave estava pronta para qualquer demonstração junto ao programa de Escolta Aérea Armada do Exército dos EUA, observando que a aeronave tinha um sistema totalmente integrado de armas e ultrapassou o rigoroso parâmetro 6K/95 estabelecido pelo Exército dos EUA, que é de operação com o peso bruto da aeronave a 6.000 metros num dia de 95°F (35°C). Rounding disse que a aeronave tinha operado confortavelmente em mais de 7.000 metros nessas condições.

Detalhe do interior.

Se a compra do Chile chegar a ser concretizada, o AH-6is substituiria os MD530MGs atualmente servindo no Exército chileno. Eles têm 17 aeronaves que podem ser equipados com armas e foguetes não guiados.

A Boeing diz que há 2.000 helicópteros de ataque leve como A109s e Gazelles que precisam ser substituídos na próxima década. Eles acreditam que o AH-6i, com seus sistemas do Apache, pode atender a algumas dessas necessidades.

Fonte: Cavok

Pin It

Deixe uma resposta